Áreas de Atuação

TRATAMENTO CIRÚRGICO DAS PATOLOGIAS ANO-RETAIS

O tratamento das patologias ano-retais mais comuns,hemorróidas , fissuras e fistulas anais, tanto clinico quanto cirúrgico, sempre buscando as técnicas mais modernas e minimamente invasivas .
HEMORRÓIDAS - As hemorróidas são a dilatação das veias que irrigam os músculos anais. Por causa da falta de sustentação do tecido, começam a se exteriorizar. Em alguns casos, elas só aparecem quando se faz força, mas, se o quadro é mais avançado, podem ficar expostas o tempo todo.
Em relação ao tratamento cirúrgico da doença hemorroidária ,damos preferência aos  seguintes:
Transanal Hemorroidal Dearterialisation -  A mais inovadora técnica de cirurgia de hemorroidas do mundo, muito menos agressiva do que as técnicas tradicionais.
Chamada Dearterialização Hemorroidária Transanal guiada por Doppler, a técnica foi desenvolvida por uma empresa italiana que produz o equipamento utilizado na cirurgia  que é realizada sem corte, sem dor, com rápida recuperação e mínimo risco de complicações pós-operatórias.
Não tem risco de sangramento e de trombose e nem chances de rompimento de músculos, e permite ao paciente voltar para casa até no mesmo dia, com baixíssimo risco de complicações.
O Doppler é um equipamento de ultrassom que mede o fluxo sanguíneo pelo som. Durante a cirurgia, ele é inserido no canal anal do paciente para identificar o pulso. Com uma agulha que passa pelo seu interior (sem oferecer risco de lesão de tecidos), o cirurgião costura a veia em um ponto específico, cessando a causa da doença.
PPH - O PPH(Procedimento para Prolapso e Hemorróidas), tambem conhecido como a tecnica do grampeamento, foi desenvolvido pela Johnson & Johnson como um método definitivo para a cirurgia de hemorróidas.Com esta técnica , o pós-operatório torna-se praticamente indolor, e o paciente pode retornar às suas atividades habituais em poucos dias. Isso porque todo o procedimento com o PPH é realizado na região interna do reto, onde existe uma quantidade mínima de terminações nervosas. Em função disto não deixa cortes externos, sendo o processo cicatricial mais rápido e os resultados estéticos melhores.
Existem ainda procedimentos realizados com laser, Ultracision e Enseal os quais são ferramentas desenvolvidas pela Johnson.
FISSURAS ANAIS - As fissuras anais se caracterizam por um corte profundo no epitélio do canal anal, sendo a localização mais comum em sua face posterior.
Podem ser agudas ou crônicas, sendo estas últimas tratadas preferencialmente de forma cirúrgica.
Existem vários métodos cirúrgicos disponíveis;damos preferência ao Laser e Ultracision pela possibilidade de realização ambulatorial sob anestesia local e sedação.
FÍSTULAS ANAIS - Patologia de origem infecciosa, normalmente ocorre após infecção de uma das glândulas anais, formação de abcesso e posterior drenagem do mesmo na pele peri-anal com formação de um canal que vai desde a pele até a porção interna do reto.
A persistência do referido canal leva a constante exsudação e eventuais abcessos;tratamento cirúrgico.
Utilizamos Laser e Ultracision pelas razões já citadas acima, em alguns casos pode ser utilizado um plug de fibrina(Surgisis) o que permite uma cirurgia sem corte e com retorno mais rápido as atividades de trabalho.

 

CIRURGIA  DOS CÓLONS E RETO POR VIDEOLAPAROSCOPIA

Existem várias patologias abdominais tais como câncer dos cólons e do reto , diverticulites e etc, que requerem solução cirúrgica.
A técnica mais tradicional é a cirurgia aberta , que acessa o interior do abdome através de uma longa incisão na parede abdominal ,o que acarreta um longo período de recuperação pós-operatória e uma série de possíveis complicações relacionadas a própria incisão.
A abordagem mais moderna é a cirurgia através de video-laparoscopia , que significa abordar o abdome e realizar a mesma cirurgia através de pequenos orifícios de cerca de 1 cm, através dos quais se introduz uma câmera que reproduz as imagens do interior do abdome para um monitor de vídeo, e também pinças cirúrgicas especiais usadas para conduzir a cirurgia.
Desta forma o procedimento é menos invasivo, causa menor repercussão a imunidade do paciente, normalmente tem um período pós-operatório reduzido em função da ausência de incisão, menos dor e retorno precoce às atividades laborativas.
Damos preferência a esta última abordagem, a qual utilizamos desde os primeiros anos da década de 90, para todas as cirurgias dos cólons e reto que não tenham indicações formais para sua realização.
A literatura médica mundial tem demonstrado as vantagens deste método em relação a cirurgia aberta em inúmeros estudos multicêntricos e bem fundamentados, leia alguns na seção bibliografia do nosso site.


Em dúvida questione sobre o atendimento de sua patologia através da seção contato do site.

 

Dr Marcelo Henrique Kuhn   |   CREMERS 13.244
Especialista em Cirurgia pelo Colégio Brasileiro de Cirurgiões

Rua Costa, 30 conj. 208  |  Menino Deus  |  Porto Alegre  |   Fone (51)3230-2777
Av. Soledade, 569 - Torre Alfa - conj. 1109   |   Três Figueiras  |  Porto Alegre  |   Fone (51)3328-0004

e-mail: drmarcelo@marcelokuhn.com.br  |  WEBMAIL  |   criação: sitesrapidos.com.br